Neste artigo comentaremos quem são esses cobots – robôs colaborativos, quais suas vantagens e de quais maneiras eles podem ajudar sua empresa.

COBOTS: você sabe o que são?

Quando falamos em automação industrial, sempre imaginamos o seguinte: um funcionário todo equipado com proteções, fiscalizando uma máquina. E que essa máquina realiza um trabalho de produção sozinha e sem ajuda de mais ninguém.

Essa visão não está errada, afinal a automação mais tradicional faz com que as máquinas sejam colocadas separadamente do funcionário, já que podem ser perigosas quando realizam suas funções.

No entanto, as inovações tecnológicas estão permitindo que tenhamos uma visão ampla e diferente do que são os robôs e a automação industrial.

Os chamados robôs colaborativos, conhecidos também pela abreviação “COBOTS”, são robôs que trabalham ao lado de funcionários, tal como, humanos trabalham com humanos.

O que são os COBOTS – robôs colaborativos

A grosso modo, um robô colaborativo é aquele que trabalha ao lado de seres humanos, daí o termo “colaborativo”, pois ele auxilia outros funcionários ao seu redor.

Entretanto, essa função realizada perto de humanos não é o que o torna colaborativo. Os COBOTS – robôs colaborativos têm quatro características que o tornam, de fato, colaborativo:

  • parada de segurança automática
  • monitoramento de velocidade
  • limitação de força
  • resposta aos esforços

O que cada uma dessas características significam?

A parada de segurança automática

Essa característica se refere à parada que acontece quando um funcionário aparece no campo de trabalho da máquina. Apesar da máquina não estar desligada, mas segurando uma peça, por exemplo, ela está parada esperando que o funcionário saia de sua zona de operação para continuar o processo e a sua função.

Um robô colaborativo tem componentes de segurança e sensores que permitem que detectem se um funcionário está ou não nas proximidades, permitindo ou não o movimento da máquina especial.

Monitoramento de velocidade

Essa característica se refere ao monitoramento da velocidade enquanto o funcionário se aproximar. Existe uma diferença crucial entre essa característica e a primeira.

Velocidade

Essa aqui se refere à velocidade da máquina enquanto um funcionário está próximo ao seu trabalho, oferecendo uma certa possibilidade de entrar na sua zona de segurança, o que ocasionaria sua pausa total, já que ofereceria risco ao funcionário, se referindo à primeira característica.

Limitação de força

A terceira característica se refere à sua limitação de força quando está realizando sua função. O robô colaborativo sabe manusear a força corretamente, equilibrando-a, sem abusar e nem carecer dela.

Quando uma sobrecarga acontece, o cobot detecta e, de certa forma, a distribui. Além disso, o robô sempre busca realizar movimentos suaves, diminuindo a força e o dano no caso de contato com um funcionário, por exemplo.

Resposta aos esforços

A última característica que é a resposta aos esforços se refere à resposta aos estímulos exteriores. Quando algo está impedindo sua passagem, por exemplo, o cobot sempre busca novos caminhos para realizar sua função, dentro dos critérios de segurança, é claro.

Além disso, o robô colaborativo sabe quando encosta em algo que não deveria estar ali e responde imediatamente ao estímulo.

Afinal, quais as vantagens dos cobots – robôs colaborativos?

As vantagens dos robôs colaborativos são várias: são fáceis de serem implantados, são leves, seguros e trabalham ao lado dos funcionários sem quaisquer problemas.

Leveza

Os robôs colaborativos são leves, então você poderá mudá-los de lugar sem muitos problemas. Esse é um dos pontos mais vantajosos de se usar um robô colaborativo.

Ele pode ser implantado em várias áreas durante um curto período de tempo devido sua leveza e flexibilidade na hora de ser movido do seu lugar.

Os robôs colaborativos podem ser realocados em outras funções sem muitos esforços por parte dos funcionários.

Facilidade de implantação

Eles são fáceis de serem implantados, pois sua instalação é muito mais rápida e fácil do que outros robôs industriais automatizados.

Além de serem fáceis de instalar, os robôs colaborativos ainda pode ser montados em várias posições pré-definidas dentro de sua programação.

Trabalham junto com os funcionários com toda a segurança

O ponto mais vantajoso dos robôs colaborativos é a possibilidade de funcionários trabalharem ao lado deles.

Os robôs colaborativos são tão seguros que seres humanos podem ficar ao seu lado sem medo de acontecer algum problema. Isso se dá porque os COBOTS são específicos e programados para esse tipo de trabalho.

Com a inteligência artificial e sensores específicos, os robôs detectam humanos e controlam sua velocidade de acordo com a distância de determinada pessoa.

Além disso, caso o ser humano esbarre ou seja encostado pelo cobot, ele se desativa e fica em modo stand by até que seja reativado ou o funcionário se afaste.

Conclusão

Essa colaboração entre ser humano e máquina significa um grande aumento na produtividade da empresa. Com trabalhadores ao lado de máquinas, elas podem auxiliar humanos em determinadas funções. As quais, quando realizadas apenas pelo ser humano, se tornam cansativas e ineficazes.

Essa ajuda da máquina ao ser humano com certeza aumenta a produtividade e eficácia na produção industrial.

No geral, o uso de robôs só traz vantagens para a empresa. Além de serem fáceis de instalar, seguros e leves, eles ainda trabalham ao lado de seres humanos, aumentando a produtividade geral da empresa.

Você gostou desse post? Então, poste seu comentário. E se deseja implantar um cobot na sua linha de produção entre em contato com a nossa equipe e agende uma reunião estratégica com um de nossos técnicos.

Por Marco Aurélio – Sócio-diretor da Elco Indústria

Share This